Tamar aponta aumento de atropelamentos de filhotes de tartaruga

Acidentes envolvendo o atropelamento de filhotes de tartarugas marinhas vem acontecendo com frequência em Aracaju. O Projeto Tamar apontou, nesta terça-feira, 8, que o principal local onde são observados os atropelamentos fica próximo ao farol do bairro Coroa do Meio, no início da Orla de Atalaia.

De acordo com Fábio Lira, biólogo que monitora esses casos, a possível causa desse acidente é a iluminação artificial que fica próximo ao local onde as tartarugas marinhas nascem. “Os filhotes são atraídos pela luz, pelo brilho, reflexo e espuma do mar. Como os filhotes nascem sempre pela noite ou de madrugada, existe uma iluminação artificial ali próximo, que faz com que os filhotes fiquem confusos e desviem o caminho até o mar e vão em direção ao asfalto”, relata.

Ainda de acordo com o biólogo do Projeto Tamar, a pandemia provocou alterações no monitoramento dos filhotes, o que também contribuiu para o aumento no número de atropelamentos. “Com essa pandemia, não teve como manter toda a equipe. O monitoramento ainda acontece, porém, de uma forma menos intensa”, declara. “Antes, quando a gente observava que os filhotes estavam sendo atropelados, a gente fazia a transferência do ninho. Com a equipe reduzida, nem sempre temos como transferir o ninho e os filhotes acabam morrendo”, completa.

Fábio Lira explica que a equipe está buscando alternativas que evitem os atropelamentos das tartarugas marinhas. “Estamos buscando parcerias com órgãos públicos que possam nos ajudar com essa situação”, afirma.

Por Isabella Vieira e Verlane Estácio

 

 

Home

Deixe uma resposta