Profissionais da saúde fazem paralisação por recomposição salarial

Auxiliares e técnicos em enfermagem da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES) paralisaram por 24 horas as atividades nesta terça-feira, 14, e estão mobilizados em frente ao Hospital de Urgência de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse). A categoria luta pela conclusão do acordo coletivo e recomposição salarial.

O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) informou que recebeu do Governo do Estado o Acordo Coletivo, na última segunda-feira, 13, e hoje a categoria decidiu aceitar a proposta.

“Na última sexta-feira, 10, nos reunimos com o Governo e apresentamos um contraproposta. Ontem recebemos o Acordo Coletivo que contempla o auxílio alimentação, auxílio creche, escalas de trabalho, então, a categoria decidiu aceitar. Hoje vamos comunicar oficialmente ao Governo que aceitamos o Acordo Coletivo”, afirma Augusto Couto.

Categoria decidiu em assembleia aceitar a proposta do Governo (Foto: Sintasa)

Sobre a recomposição salarial, Augusto informou que ficou acertado com o Governo que em janeiro de 2022 a categoria volta a negociar essa pauta, que não foi atendida nesse momento.

Portal Infonet entrou em contato com a SES, mas até a publicação da matéria não recebemos resposta. O Portal Infonet permanece à disposição através do e-mail [email protected]

Por Karla Pinheiro

 

 

Home

Deixe uma resposta