Daniel Paulista faz críticas ao gramado do Batistão e pede melhora

O Confiança venceu a primeira partida da temporada 2021, assim como manda o retrospecto que já completa 12 anos. O resultado de 2 a 1 veio recheado de polêmica, pelos dois gols do Dragão, mas além disso, outro aspecto chamou a atenção: o gramado do principal palco esportivo sergipano: a Arena Batistão. 

Segundo o administrador do Batistão, Sidrack Marinho, após os últimos jogos do Confiança pela Série B do Campeonato Brasileiro, um trabalho contra as pragas foi realizado para impedir os mesmos problemas apresentados na temporada passada e que em até 15 dias, o gramado estará recuperado.

 

O técnico do Confiança, Daniel Paulista, fez críticas ao gramado. “As imagens mostram que o gramado não está em boas condições, infelizmente o que foi nos passado é que está havendo um tratamento, um trabalho para que ele fique bom e a gente espera que o quanto antes esse gramado melhore, para que a gente tenha desenvolvimento de jogo, já que a equipe do Confiança é técnica e precisa de um gramado com qualidade para jogar”, afirmou em coletiva de imprensa. 

Apesar da situação, o treinador afirmou que o time conseguiu ultrapassar essa barreira e conquistar uma importante vitória nesse sábado (20). “Especificamente no jogo, não vi tanta dificuldade em relação ao gramado. Acho que a equipe tentou sobressair dessa dificuldade, conseguiu em determinados momentos, em outros, por jogar com um jogador a menos, marcou muito mais, mas conseguiu bloquear os espaços adversários. Levamos um gol no final quando estávamos com dois jogadores a menos, já que o Cristiano havia saído para tratamento de um corte. Saímos com o dever cumprido e, no início, é importante arrancar bem, com vitória”, reforçou.

Os atletas terão folga neste domingo (21) e se reapresentam na próxima segunda-feira (22) visando a partida contra o Altos (PI), marcado para o sábado (27), no Estádio Lindolfo Monteiro, às 18h15.

Confira outras respostas:

Desempenho

“Todo início de temporada é complicado, colocamos uma carga de treinamento muito grande nesses doze dias para trabalhar, alguns jogadores chegaram no decorrer desses dias, logo estamos com um grupo em formação, que está sendo montado. Temos muitos jogadores da categoria de base que tiveram a sua primeira oportunidade de participar de uma partida oficial, isso é extremamente positivo e a gente tem que salientar. Além disso, a dificuldade do próprio adversário: o [Atlético] Gloriense mostrou boa postura, é um time que nos incomodou, que nos vendeu caro a vitória, mas fomos merecedores, procuramos mais o gol. Tivemos, praticamente, o segundo tempo com um jogador a menos, isso dificultou as possibilidades, mas mesmo assim poderíamos ter feito um placar melhor, pelas oportunidades e sofremos o gol no finalzinho, em virtude também do Cristiano ter se machucado e estarmos com dois jogadores a menos, o qual acabamos sendo pressionados, mas uma situação que foi controlada pela equipe. Saímos daqui com a consciência de dever cumprido, uma vitória no início é sempre importante, mas temos a consciência que temos muito a melhorar, há jogadores que serão integrados, temos essa dificuldade no início, mas tudo isso faz parte de um trabalho. Seguimos em frente, com uma boa vitória e vamos para mais uma estreia no próximo sábado (27).”

Escalação

“Optamos por uma formação inicial de atletas que já se conheciam, que vem de uma base mantida desde 2019, para ter esse melhor entrosamento, já que estamos em formação e a partir daí, colocamos novos atletas, jogadores da categoria de base e, de maneira geral, o importante foi a vitória. A equipe teve momentos bons, momentos ruins, mas tudo faz parte do esperado para a primeira partida da temporada.”

Formação tática

“Nós começamos em um 4-3-3, depois fomos para um 4-4-2, com o Iago e o Willians mais avançados para termos um encaixe melhor, já que o adversário entrou com três zagueiros, tanto de marcação quanto no aspecto ofensivo e após a saída do Iago a gente manteve esse padrão com Lucas [Barcelos] e Willians pela frente, principalmente, para dar velocidade, já que são dois jogadores de boa mobilidade, com boa dinâmica. Procuramos fazer uma primeira linha com Marcelinho e Everton mais abertos, dando uma sustentação maior a nossa equipe, até certo ponto funcionou, em outros sabemos que precisamos evoluir, então temos que procurar alternativas em nosso jogo, para variar o esquema e não ficar preso a apenas uma situação.”

Base e contratações

“Avalio de forma satisfatória, acho que tentaram, se empenharam. O Lucas e o Cristiano com um pouco mais de rodagem em termos de jogos profissionais. São atletas com um pouco mais de experiência, mas que vem para o Confiança para buscar crescimento, novas oportunidades e os atletas da base, tanto o Igor, quanto o Morales e o Adryan, que entrou improvisado como um volante, já que não tínhamos jogador para a posição quando perdemos o Serginho, serviu como um aprendizado para eles, para o desenvolvimento e esse é um ponto extremamente importante para o nosso trabalho, fazer essa integração, trazer jogadores jovens de Sergipe, que fazem parte do dia a dia do Confiança, isso é extremamente positivo e vamos seguir trabalhando, temos novas maratonas de jogos que, a partir do próximo sábado (27), vai se intensificar e o quanto antes pudermos contar com os jogadores à disposição vai ser útil.”

Edição de texto: Will Rodriguez

 

Home

Deixe uma resposta