Coluna “Olho no Pódio” com Antonio Aragão: “Vem aí mais uma Fake News do futebol brasileiro”!

Em meio a mais uma crise na Confederação Brasileira de Futebol os clubes da série A, puxados pelo Flamengo ensaiam criar uma liga de futebol independente para organizar o futebol nacional e isolar a CBF. Uma lista de apoio já foi feita e apenas o Sport Recife não assinou entre os 20 clubes da elite do nosso futebol, nada de rebeldia, apensa na época da assinatura o time pernambucano estava sem presidente devido a renúncia de Milton Bivar.

Quem acredita em Papai Noel, na bruxa do 71 e na loira do Augusto Franco também pode acreditar que esses clubes estão preocupados em melhor o esporte que é a paixão nacional, eles só querem mais poder e dinheiro, o calendário que é a grande desculpa para a criação da liga vai continuar bagunçado do mesmo jeito. Já foram várias tentativas da CBF em mudar e os próprios clubes boicotaram.

Uma reunião presencial está marcada para a próxima semana e contará também com a presença de representantes dos 20 clubes da série B. Na pauta estará a discussão do cronograma, de quais serão as próximas ações efetivas e também irão tratar sobre o futuro da presidência da CBF, vaga desde o afastamento de Rogério Caboclo.

Eles já querem mudança já para o campeonato de 2022, mas esse assunto será tratado com cautela, afinal cada um dos 40 clubes tem interesses e contratos vigentes diferentes. Daqui a coluna vai aguardar os próximos capítulos dessa novela ‘mexicana’, sem acreditar que veremos melhoras. Quem viver, verá!

A hora da virada chegou

O Confiança joga logo mais contra o Operário-PR e uma vitória irá consolidar um novo momento para os comandados de Rodrigo Santana. A equipe azulina saiu da zona de rebaixamento ao vencer o Vila Nova em Aracaju e está na hora de conquistar pontos jogando fora de casa. Será?

 

Novidades azulinas

O time do bairro Industrial está inovando no quesito ‘nada dá certo’. Antes era o treinador quem perdia o emprego, agora a diretoria proletária anda contratando e devolvendo jogadores diariamente, um vai e vem de atletas que assusta o torcedor, sequer sabe ele quem vai entrar em campo na hora da bola rolar.

#vaiparacimadelesdragao

 

Time que está ganhando não se mexe

O treinador azulino está levando ao pé da letra essa máxima do futebol brasileiro, venceu o Cruzeiro na primeira rodada e repetiu o time contra o Goiás, perdeu e mudou. Perdeu para o CRB, mudou novamente a escalação para o jogo contra o Brasil, empate e o que aconteceu na rodada seguinte? Novos titulares contra o Sampaio Corrêa e mesmo futebol pouco inspirado, insosso e com uma queda surpreendente no segundo tempo. Venceu o Vila e a expectativa dos proletários é para saber quem será o time titular.

 

Novo horário

O jogo do dragão estava marcado para às 21h e ontem a CBF antecipou para às 19h, também conhecida como sete horas da noite. Estarei ligado e na torcida azulina.

 

Sergipe também mudou

O jogo do Gipão no domingo na Arena Batistão também tem novo horário, anteriormente marcado para às 15h a partida contra o Murici-AL foi remarcada para às quatro horas da tarde.

 

Rádio Cultura 670am

Junto com a equipe Campeã da Rádio Cultura de Sergipe 670am estarei comentando o duelo entre sergipanos e alagoanos no domingo. O convite está feito!

 

Esporte também é cultura

A coluna regista os parabéns pelo belo cordel do dublê de jornalista e cordelista Thiago Barbosa na TV Sergipe para falar sobre os Jogos Olímpicos. Show de bola.

Contagem regressiva

Faltam 28 dias para a abertura do maior evento esportivo do planeta. Uma das esperanças de medalha para o Brasil é o atleta paulista Thiago Braz, campeão e recordista olímpico na Rio – 16. Ele é especialista em salto com vara e ganhou a medalha de ouro na edição brasileira dos Jogos em 2016 ao alcançar a marca de 6,03 metros, recorde olímpico para o brasileiro.

#vamosBrasil  

 

Fatos Esportivos

Falando em saltos e medalha de ouro vamos mandar os parabéns para a campeã olímpica Maurren Maggi que completa hoje 45 anos de vida. Ela tornou-se o maior nome da história do atletismo feminino do Brasil ao ganhar a medalha de ouro no salto em distância dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, saltando 7,04 metros. Direto do túnel do tempo.

 

Home

Deixe uma resposta