COLUNA DO BATALHA: “ARMARAM UMA ARAPUCA PARA O PADRE INALDO”!

Circula nas redes sociais uns vídeo onde o Padre Inaldo estaria entregando R$ 350 reais a uma senhora que foi a sua procura pedir ajuda para aquisição de uma cadeira de roda. As imagens são claras e não deixam dúvidas em relação ao fato, o que poderia ou poderá caracterizar crime eleitoral, ou seja, uma compra de votos.

Acontece que os seus advogados já estão agindo e certamente apresentarão a melhor defesa possível. Na realidade, nós conhecemos o Padre Inaldo, sabemos das suas boas intenções e não temos nenhuma procuração para defendê-lo. Mais acontece que o fato foi registrado. Repito: não tenho procuração para defende-lo e nem sou seu advogado. E muito menos faço parte da sua equipe. Ocorre que existe no direito a presunção da inocência e, Inaldo é um homem que tem por vocação um coração de ajuda as pessoas, um coração humanitário. Ninguém em sã consciência pode vir a acreditar que há 30 dias da realização do pleito eleitoral o Padre teria essa intenção deliberada de chamar uma pessoa em seu gabinete para comprar votos por R$ 350 reais.

Assim sendo, podemos afirmar que o Padre Inaldo [prefeito de Nossa Senhora do Socorro] caiu em uma verdadeira arapuca, uma verdadeira cilada. Aquela mulher que esteve lá, é óbvio que ela foi enviada por alguém. Filmando de forma deliberada a entrega da quantia financeira e em um determinado momento realizando um close com o dinheiro em mãos para que esse dinheiro fosse filmado.

Trata-se de uma situação difícil e complicada, não deixando nenhuma dúvida. Quero deixar aqui um alerta. Essa senhora não foi espontaneamente, não foi de forma inocente. Ela até poderia procurá-lo para essa ajuda de compra da cadeira de rodas, etc, no entanto, o ato de filmar e depois divulgar em redes sociais com tons acusatórios em relação ao gestor transforma o ato em uma situação cada vez mais grave.

Óbvio que para a Justiça Eleitoral configura-se, pelo menos a princípio, em crime eleitoral e a justiça deverá [ou já se encontra] apurar todos os detalhes. Agora, gostaria de saber uma coisa também. Quem foi que teleguiou essa mulher para procurar o Padre?

Não existe a menor dúvida de que foi algo arquitetado por quem tem interesse na disputa sucessória. Então, essa mulher deve ser ouvida e confessar quem te contratou para praticar essa atitude irresponsável e leviana de organizar um flagrante para incriminar um adversário.

Que os atos sejam rigorosamente apurados. Repito, deve ser identificado quem foi o coautor que intermediou a ida dessa mulher para realizar ação com intuito político. Caracterizando um jogo sujo de uma sucessão que provoca a revolta da população e desperta até o interesse de se abster de votar.

4 respostas

  1. Pois ele tar dando dinheiro sim param compras de votos sim viu exclusive eu filmei uma pré candidata a vereadora do partido do padre que ele iria mandar dinheiro pra ela repassar para a liderança dela e dar sextas básicas em forma de compras de votos e eu tenho aqui 2 vídeos, agora o padre tar vacilando né tar dando tantos dinheiro dar prefeitura em pléna campanha

    1. Eu estava em dúvida se votaria no padre, mais agora não tenho mais dúvidas: Eu e minha família vamos votar no padre Inaldo. Os adversários estão jogando sujo para adquirir a prefeitura de Socorro, cambada de salafrário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: