Aracaju tem a menor cobertura vacinal contra covid-19 em Sergipe

Com pouco mais de um mês do início da vacinação contra covid-19, Aracaju é o município sergipano com o menor percentual de pessoas imunizadas dentro do grupo prioritário definido pelo Plano Estadual de Vacinação para esta primeira fase da campanha. É o que aponta o boletim mais recente divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

 

O relatório da SES revela que mais de um terço dos imunizantes enviados, referentes à primeira dose, ainda não foi aplicado na capital sergipana. Já em relação à segunda dose, o total de vacinas que ainda estão no estoque do Município diminui para menos de 20%. A situação é vista com atenção por técnicos da Saúde Estadual, segundo F5 News apurou.

 

Atualmente, a campanha está na fase de vacinação dos profissionais da saúde que atuam na linha de frente, idosos com mais de 90 anos, indígenas e idosos em instituições de acolhimento. Com as novas remessas de doses que estão sendo recebidas essa semana, a SES orienta a inclusão dos idosos entre 80 e 89 anos na campanha de imunização.

Aracaju é o único município do estado cuja cobertura vacinal está abaixo de 70%, conforme o balanço da SES, embora tenha sido o primeiro a iniciar o processo de vacinação no dia 19 de janeiro. À época, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou ao F5News que previa alcançar todo o público-alvo dessa etapa em um período máximo de 15 dias.

 

Procurada pelo F5 News, a SMS afirmou que tem como meta imunizar 70% dos profissionais da saúde nos próximos dias, “de acordo com o número de doses recebidas”. A pasta informou que o Município já imunizou 100% dos idosos com mais de 90 anos, 100% dos idosos acamados e institucionalizados e 62,1% dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente.

“A gestão tem seguido estritamente os critérios dispostos em seu Plano de Vacinação, no entanto, não possui controle total sobre o processo, uma vez que cabe a cada instituição o apontamento dos profissionais em contato direto com pacientes em tratamento contra a covid”, declarou a SMS, acrescentando que os critérios de prioridade estão ligados ao risco de exposição.

 

Home

Deixe uma resposta